#LampINsides

Responsivo x Mobile x Apps

Qual a diferença, design responsivo, site mobile ou App ? Qual escolher ?
Essa pergunta se tornou bem mais evidente após as últimas estatística do m-commerce se apresentarem mais relevantes dentro do mercado geral de e-commerce no Brasil.
Em 2015, o volume de pedidos realizados através de dispositivos móveis representaram 14,3% do total de pedidos realizados no e-commerce no país – chegando ao share de vendas por dispositivos em 12% mobile x 88% desktop.

“O crescimento banda larga móvel está permitindo o florescimento de um novo mercado chamado O2O, que é quando usamos meios online para consumir serviços do mundo off-line, comenta Yan Di – presidente da ABO2O.

Nessa mesma vertente, a busca pela adaptabilidade das operações de e-commerce até então focadas para o desktop, tornaram necessárias a esse novo mercado.
Dai a dúvida, para onde ir, design responsivo ou site mobile?

Versão Mobile

Quando falamos em versão mobile para sites, o projeto precisa considerar 2 layouts (designs),  logo o trabalho de desenvolvimento também é duplicado – assim, o projeto fica com 1 design “amarrado ao desktop”, e outro orientado aos dispositivos móveis.
site mobile x repulsivo - clickqi labs
 

“Sempre indico a versão Mobile, para operações que possuam uma grande discrepância nos indicadores (mobile x desktop), cuja versão desktop responda positivamente em relação a performance de transações, conversão, etc. – desta forma, a empresa terá mais flexibilidade em realizar testes no ambiente móvel sem a necessidade de alterar a estrutura do desktop. Além disso a opção por uma opção mobile invariavelmente irá necessitar de um trabalho maior em relação a operação, pois é criado um novo ambiente para o mobile, e desta forma a gestão de ofertas, campanhas, banners, etc serão distintas.”

 

Versão Responsiva

Já para sites criados através de uma versão responsiva (design responsivo), o layout é único mesmo que o desenvolvimento e até mesmo o próprio layout seja pensado para ambos os dispositivos que o acessam.
Quando você visita um site responsivo, seja do computador, smartphone, tablet ou notebook, o design é o mesmo. O que altera é como o design é apresentado.
O layout inteiro é “ajustado” de acordo com a resolução do dispositivo. Tudo é feito de acordo com a resolução.
gifresponsive
 

“Minha indicação do site responsivo é para empresas que estão com um tráfego de visitantes de  no mínimo 20% móvel (o que já garante um payback aceitável do projeto), e que não possuem uma versão orientada para celular, como o tempo de implantação é menor, o responsivo torna-se o cartão de entrada para sua empresa no m-commerce.”

Concluindo….
O  layout responsivo consiste na adaptação do layout original desenvolvido para exibição em desktop para telas menores, como a de smartphones. A versão mobile, em contrapartida, envolve a criação de um novo modelo de site totalmente novo, sendo especificamente desenvolvido para visualização nestes dispositivos. Sendo assim, ambos são acessados através do browser normalmente. Já o aplicativo é um software, o qual precisa ser instalado pelo usuário para sua devida execução – o que gera um certa resistência em fazê-lo.
Independentemente do meio, os números indicam que hoje o m-commerce já tornou-se uma realidade e que logo logo será uma obrigatoriedade para as operações de e-commerce se adaptarem a esse novo formato de comercialização de produtos.
Faça as contas, entenda seu cliente e projete seu m-commerce.
Ah, e para dar uma ajudinha a mais, veja esse dashboard que criamos no Google Analytics para você acompanhar melhor suas métricas do m-commerce.
Mobile E-commerce Dashboard ( https://goo.gl/klJLW6 )
Obrigado !

estamos aqui para o que precisar!

Deixe seus dados com a gente que entraremos em contato.

Ao me cadastrar concordo em receber novidades sobre e-commerce, varejo e eventos relacionados à Corebiz